terça-feira

Espírito de Natal I

Tudo começou quando a dona Maria Aurora ficou viúva. Faltando-lhe o seu companheiro de toda a vida, decidiu ir viver com a filha, a sua única filha - filha única -, com o seu rico genro - genro rico -, e seus amados netos José Maria e Matilde, de 20 e 18 anos respectivamente. Ela sabia que a sua filha, muito bem casada com Alcides Batista, um empresário de sucesso, não deixaria que nada lhe faltasse. E, de facto, por um bom tempo assim foi. Tudo corria bem. Alcides, proprietário de uma cadeia de lojas de pronto a vestir, não tinha mãos a medir. A sua esposa, Maria, ajudava-o quando podia para pôr a escrita em dia, ocupando-se da escrituração e, se preciso fosse, também ao balcão, enquanto a sua mãe tomando as rédeas da casa na sua ausência, se sentia nas suas sete-quintas a ditar as suas ordens à família. José Maria e Matilde, que sempre foram alunos exemplares, andavam na universidade.
Era uma família normal aos olhos de toda a vizinhança, até ao dia em que a esposa descobre que o marido a apostou ao jogo no casino.
Maria, ao fazer a escrita da empresa, tinha dado com uma grande diferença nas contas e, vendo o dinheiro a faltar em casa e para pagar às empregadas, ‘encostou o marido à parede’, e ele confessou o seu vício ao jogo, de que tinha dificuldade em se livrar e, no qual, num dia em que não tinha mais dinheiro para jogar, foi pressionado pelos colegas a apostá-la a ela, tendo sido por um triz que não a perdera. Tinha consciência de que andava mal, mas precisava de recuperar, ao menos, algum do dinheiro que tinha perdido e que levara a empresa quase à insolvência e fizera surgir todos os problemas à família. Contudo, referia que a sogra é que fora a causa primeira de toda esta situação, pelo facto de ir viver com eles, pois ela controlava tudo e todos, e ele, para não ter de a aturar, começara a sair à noite com amigos e a viciar-se no jogo.
José Maria, o filho do casal, sempre foi sociável e com boas notas nas disciplinas escolares. Ao dar conta do mau ambiente familiar acontecido tão repentinamente, começou a fazer noitadas com amigos pouco recomendáveis e a chegar a casa de madrugada alcoolizado, como forma de fugir aos problemas, passando as tardes a dormir e faltando às aulas. De aluno exemplar tornou-se num aluno fraco, fechando-se cada vez mais em si, sem falar com a família.
Matilde, mal saída da adolescência, sempre tinha sido uma menina muito mimada e protegida e nada sabia da vida. Ao ver-se mergulhada em tamanha confusão na família começou a buscar refúgio nos amigos e a passar semanas sem aparecer em casa. Ao fim de um certo tempo aconteceu: engravidou.
Só desgraças!
A dona Maria Aurora, mãe da Maria, começa então a ser pressionada a gastar o dinheiro da sua reforma nas despesas da família, e não anda nada contente com isso. Diz que não sabem governar vida, que se não fosse ela morriam todos à fome naquela casa. Que o genro lhe saiu melhor do que a encomenda, e que não sabe educar os filhos, por isso é que tudo deu no que deu: a neta está grávida e não sabe quem é o pai; e o rapaz ou se fecha que ninguém o vê, ou anda com umas companhias que até metem medo…
O caso está mal parado.


.
Um Feliz Natal de Amor, Paz, Saúde, Alegria!

16 comentários:

Cata- Vento disse...

Um Santo e feliz Natal onde não faltem a paz, a harmonia familiar e a saúde.

Beijinhos

Lilá(s) disse...

Um santo e Feliz Natal também.
Beijinhos

ps: fico á espera da continuação, muito lindo este conto

antonio - o implume disse...

A vida sempre foi um desfolhar de rosa meio desajeitado.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Passo para deixar os votos interiores de um Natal com Paz, independentemente da concepção aque se tenha dele.

Com amizade

Lobinho

Secreta disse...

Feliz natal!

legalmente loira... disse...

querida amiga,
"Que neste Natal
Aquela magia toda guardada durante todo o ano
Venha presente nos corações daqueles que festejam o amor.

Que não apenas seja uma comemoração,
Mas um início para uma nova geração.

O Natal simboliza nova vida,
Pois nele comemoramos o nascimento do Homem
Que modificou a nossa maneira de ver o mundo.
Trazendo-nos amor e esperança.

Que neste natal sejam confraternizados todos os desejos
De um mundo melhor.

Que todos estabeleçam um novo vigor de humanidade.
E que nada seja mais forte do que a união
Daqueles que brindam o afeto entre eles."

Feliz Natal
COM CARINHO DA LOIRA....

Kim disse...

Enquanto aguardo as "cenas dos próximos capítulos" retribuo-te os votos dum Feliz Natal.
Um grande beijinho natalício.

anad disse...

Um bom Natal junto dos familiares e amigos e um ano novo cheio de esperança.
Beijinho
Anad

Folhetim Cultural disse...

Olá parabéns pelo trabalho e pelo blog. Gostaria que visitasse meu blog que é este: informativofolhetimcultural.blogspot.com
nos siga abraços
Ass: Magno Oliveira

poetaeusou . . . disse...

*
Amiga
,
que as vagas de 2011,
te tragam um mar de saúde e
marés de coisas boas (se possível)
,
conchinhas de amizade,
,
*

Maria Soledade disse...

Minha Kida Fá;O teu conto está...muito real. Um dia voltarei para a continuação...

Sabes kida, no dia em que escreveste este conto, o meu Júlio adormeceu...dia 21/12/2010

****Pronto, já disse...não me alongo,porque as lágrimas teimam em não me largar!

Adoro-te Linda

Beijinhos muito Grandes

helia disse...

Interessante a história da D. Aurora!
Um Ano 2011 feliz e com todos, ou pelo menos alguns dos seus Sonhos realizados
Felicidades

. intemporal . disse...

.

. há sempre des.razões que a razão des.conhece . geradoras da des.razão .

.

. há sempre um motivo im.pulsionador de todos e de tantos porquês .

.

. e há sempre a consequência de todos os "quês" .

.

. por ora, desejo.TE um feliz ano novo . de dois mil e onze . na certa certeza de que d.aqui não sairei, en.quanto continuares a ser.me essência ao peito . pela via da escrita .

.

. e,,, .

.

. como diz a música popular... "mas quem será? mas quem será? o pai da criança? eu sei lá, sei lá, eu sei lá, sei lá..." .

. :))) .

. eu quero [também] saber, ah pois quero .

.

. um beijo feliz .

.

. !!! boas entradas .

.

. em FA MAYOR .

.

. paulo .

.

lua prateada disse...

Passando apenas para te desejar um Maravilhoso Ano Novo e dizer-te que....quero que chegue até ti, a brisa amiga da felicidade junto da caridade, quero que
as luzes deste Novo Ano, iluminem teus sonhos e que a alegria desse dia possa ser compartilhada com as pessoas que fazem
parte de tua vida.

Um grande beijinho e Feliz Ano Novo.

SOL

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá amiga, como passou de ano?

Vim convida-la a visitar meu Hanukká, estou voltando com uma linda postagem.
http://hanukkalado.blogspot.com

Feliz ano novo, bjinhos.

Para Meditação:

"Agora pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor". I Cor. 13:13

Luís Coelho disse...

No melhor pano cai a nódoa e ninguém pense que isto só acontece a pessoas que nem conhecemos.
É preciso estar atento e nunca se deixar ir por caminhos ou com companhias pouco recomendáveis.
A nota comum foram as companhias que levaram as pessoas para caminhos errados.