sexta-feira

Em Voo


Dizem que voltamos sempre aos lugares onde fomos felizes.
Então, chega um tempo em que já não conseguimos conter mais o que nos quer extravasar do peito.
Balançamos, balançamos... e o salto acontece.

"Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..."

Mesmo sem rede.
E temos que abrir as mãos, como diz a canção da Mafalda Veiga.
Abrir as mãos, as asas... e voar.

Mesmo que antes tenhamos tido as mãos presas, as asas cortadas.

Mas chega a altura de soltar o grito:

"Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração..." !!!

Por mais frágeis que sejam as asas, elas são para VOAR!

24 comentários:

Rosa Mattos disse...

Com asas frágeis os voos podem ser leves... mas são voos...tiram do chão...e isso é que vale!

Muito boa essa frase final.

Olinda Melo disse...

Uma excelente notícia, Fa!

E tem razão, é preciso abrir as mãos,as asas e...voar.

Beijo

Olinda

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

As lembranças
são seres alados
que vivem em nós,
independente
da nossa vontade,
e se fazem verdade a cada dia,
na forma de lágrimas
ou sorrisos.

Assim nos dão asas,
para partir ou voltar
para a felicidade
que sonhamos.

Viver é se fazer eterno
para o coração de alguém.

. intemporal . disse...

.

.

. é tão verdade este regresso . aos lugares onde fomos e onde somos nós . por.que nós . só somos nós . quando nos sentimos felizes .

.

. nos lugares onde somos raízes .

.

. um beijo . saudoso .

.

.

tecas disse...

Querida amiga Fa, todos os balanços da vida...mesmo que se caia, valem a pena. Enriquecem o nosso interior. E, neste seu lindo poema é demonstrativo disso:-) Os meus parabéns duplos. Pelo poema e pelo lançamento do seu livro. Já temos duas coisas em comum. A poesia e o editor:-)
Bjito amigo e uma flor.

Lilá(s) disse...

Só pela capa fico encantada! o resto...espero...
Bjs

O Árabe disse...

São... mas quantas vezes disto nos olvidamos. :( Boa semana, amiga!

Ailime disse...

Amiga Fá,
Mas que belo Voo!
Gostei de ver essa Memória Alada que saltou do seu peito e voou!
Parabéns!
Um beijinho da
Ailime

Nilson Barcelli disse...

A vida é feita de balanços. E as asas servem para contrabalançar, voando acima dela como a estrela que nos guia.
Belas palavras, querida amiga.
Beijos.

antonio ganhão disse...

Existe um deslizar em atracção. Íman polar de todas as vontades. Atracção sem balanço.

Vanuza Pantaleão disse...

Fa, teus versos fizeram-me voar!
Tens um quê de Liberdade que eu adoro!
Beijos...

jorge vicente disse...

para voar... SEMPRE!!!

um beijinho meu
jorge vicente

BlueShell disse...

Verdade...e muito bem dito.
Bj

mixtu disse...

sempre mesmo que frágeis..
e ...
ou temos duas asas e voamos sozinhos
ou se temos apenas uma... nada de chorar...
procuramos uma pessoa que tenha tambem apenas uma asa e voamos juntos

abrazo serrano com aliança :)

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Voltar ao lugar onde fomos felizes!!!! Tantos onde fui feliz! A alguns ainda volto, a outros, porém, só em lembranças, só nos pensamentos que voam muitas vezes para bem longe no tempo; mas...enquanto houver asas no pensamento, voltarei sim aos lugares e aos tempos onde fui feliz; por mais frágeis que sejam as asas, chegarei sempre lá. Muito bonito, Fá.! Não tenho vindo aqui, mas agora, prometo...voarei para cá mais vezes...para um lugar onde, sei me sentirei feliz.
Gostei muito do teu cantinho e dos posts anteriores pelos quais passei os olhos; noutra altura ficarei por aqui mais tempo para ler com mais atenção. Boa noite e um excelente fim de semana Beijinhos e até breve
Emília

Álvaro Lins disse...

Um excelente voo:)!
Bjo

ONG ALERTA disse...

Sim precisamos voar pela vida...beijo Lisette.

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga Fa, desejo-te uma óptima semana.
Beijos.

. intemporal . disse...

.

.

. venho por este meio deixar o convite para que visite amanhã . dia 29 de novembro de 2011 . o meu blogue . intemporal .

.

. devido a uma celebração . para mim . muito especial .

.

. passarei posteriormente . para visitar/comentar a Sua página . como habitual .

.

. um abraço .

.

. paulo .

.

.

O Árabe disse...

Boa semana. Aguardo o novo post! :)

mixtu disse...

mirando o voo
de rasgar o peito...
que o dia e a noite esconde...

num sopro de coração

abrazo serrano
ps. a pedido dos amigos, foto do meu casório :)
obrigado pelas felicidades

SOL da Esteva disse...

Fa Menor

Algo deve ter corrido mal que o meu Comentário anterior não consta.

Voar, pairar, sonhar está para a Alma como as Asas para as aves.
Voas belíssimamente.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

. intemporal . disse...

.

.

. [. grat.íssimo pela Sua presença . no aniversário terceiro do . intemporal . sem a qual . algo de muito importante lhe teria certa.mente faltado .] .

.

. um bom domingo .

.

. um beijo meu .

.

.

Isa Lisboa disse...

Sim, há momentos em que o voo é inevitável, tanto como soltar o grito que está preso na garganta. E "por vezes é necessário saltar da ponte e construir as asas na descida"