sábado

O sal de Taiki

“Pior do que a morte é a solidão… e a minha vida é uma completa solidão”. Murmura Taiki após um breve período de ausência mental.
Ao largo ouve-se uma música alegre, saída de um automóvel parado à entrada do jardim.
- Odeio música! – É um grito saído das profundezas do seu ser.
- Que estupidez! - Escuta.
Boquiaberto volta-se na direcção da voz.
De repente, ali naquele momento, apeteceu-lhe falar com alguém desconhecido. Era-lhe mais fácil abrir-se com alguém que não conhecesse, do que com aqueles que já conheciam o seu drama e o olhavam com compaixão. O que não queria era que tivessem dó de si.
E ali estava, à sua frente, como que caída do céu, a dona daquela voz melodiosa, de tonalidades do nascer do sol, preparadíssima para uma troca de ideias.
- Queres-me dizer qual é o problema? – Pergunta a desconhecida.
Taiki ainda hesita:
- Pro… problema?
- Claro! Quem não gosta de música só pode ter um grave problema. Desde quando é que não gostas de música? – Pergunta a jovem?
- Desde hoje… agora… - mal balbucia Taiki, revelando a sua amargura.
A jovem inquire-o com o olhar e este estende-lhe a carta, decidido a confiar-se-lhe, carente como estava de um ombro amigo.
Ela lê a carta e emociona-se. Aconselha-o a seguir em frente, pois não pode mudar nada do que se passou. Agora só o futuro importa.
- Quem olha para trás transforma-se numa estátua de sal!
- Nós nem nos despedimos… - soluça Taiki, acabando por dar liberdade ao seu pranto, largando ali, naquelas lágrimas, o sal que começara a aprisionar.
- Chora… é melhor chorar do que ficar com um nó na garganta!
A jovem abraça-o, e ali se dá o início de uma amizade…

[Texto a pedido do Fontez - Longos Percursos
para continuação d'
o baloiço e anteriores.]

12 comentários:

antonio - o implume disse...

A tua escrita também tem tonalidades do sol nascente!

Lili disse...

Minha amiga,
a tua escrita tem todas as cores do arco-íris e a delicadeza do cristal.

É uma honra ter-te conhecido espero continuar a manter esta partilha de conhecimento e sentir por muitos e bons anos.

Beijinhos de amizade.

Justine disse...

"...é que hoje fiz um amigo, que coisa mais importante no mundo não há"
Encantadora a tua escrita, amiga:))

Fontez disse...

sem palavras.
tudo foi dito atrás, apenas acrescentarei...as tuas mãos pintam palavras nascidas de um bom coração.
palavras emocionantes!

adorei. (sim, n me canso de o dizer)
bj grande e continuação de um bom fds.

Fa menor disse...

As vossas palavras são presentes dos Reis Magos!
Obrigada, Amigos!

manzas disse...

“Reencarnação”

Foi em tempos… há muito tempo
Um tempo longínquo que já não sei…
Recordadas no momento de um pensamento
Pergaminhos da memória que furtei

http://pensamanzas.blogspot.com/

Uma boa semana com um abraço amigo…

Nilson Barcelli disse...

Depois de ler estava convencido que era um excerto ou um conto de um escritor.
Depois apercebi-me que era teu...
Eu já sei há algum tempo que escreves bem, mas a cada post fico com uma noção mais exacta do teu real valor como escritora. É enorme, parabéns cara amiga.
Beijo.

Fa menor disse...

Manzas,
obrigada.
boa semana!



Nilson,
... cuidado, assim eu fico convencida de que é verdade...
Obrigada!
Beijos

viajante disse...

Um ano de 2009 repleto de Poesia.
Pelo menos.

Jorge Cardoso disse...

Palavras…
As palavras que se derramam no papel contam-nos histórias, fazem-nos rir, por vezes até nos amarguram um pouco, mas em todas as situações dão-nos uma sede boa, de beber da primeira até à última gota, e num mergulhar dos sentidos nos atiram até ao conteúdo onde refrescamos a alma, numa consciência plena, ou numa sabedoria cada vez mais aprofundada. Confirmando a cada sussurro da página, a doce carícia de um amigo chamado livro.

por isso é que gostei de cá vir!

Mariz disse...

Salvé querida amiga
Um texto e tanto!
Por vezes as lágrimas são uma janela para que se veja o sol!
Que esse brilho continue contigo.

Abraço grande, grande..

Mariz

Mariz disse...

Querida
Voltei aqui para tedesejar um belo fim semana á tua imgem, mesmo com este frio gélido, e dizer-te que tens algo que teé dedicado - assim como a todos os outros - mas tu tens um lugar muito especial dolado esquerdo do meu peito,sabes,não?

Então parece e...obrigada!

Mariz

ESPAVO!