05/04/2024

A Casa dos Ratos 8

 (anterior)

Toda a quadrilha tem um chefe. E eles eram quatro – adiantou-se o vermelhinho: “Eu sou o chefe! Vamos lá, que se faz tarde!” 

E aí vão o Vermelhinho, o Azulinho, o Verdinho e o Amarelinho numa desfilada apressada em fila pelo carreiro, no desfiladeiro do túnel a desembocar numa fresta, alargada pelo Tonecas de tanto por lá remexer. E uma luz lá ao fundo brilhava para eles, que já a estavam a ver. Mas são os olhos do Gato que brilham tanto no escuro na ânsia de os comer. Um sobressalto. Um salto. Um “Alto!... Para trás!... que está ali o rapaz!”
Tiveram de recuar e esperar por melhor oportunidade. 

O Tonecas percebera que tinham tentado fugir. Ficou mais alerta, mas à futrica. Desejava-os há tanto tempo que temia que lhe escapassem sem lhes conseguir tocar. Disfarçou, fechou um olho e abriu outro, espreitou pelo buraco, esperou, esperou, esperou, eles haviam de vir. Fingiu um sono profundo. E adormeceu... e acordou e… 

...é agOora! Deu um salto estendendo as mãos e… 

Quase, quase!... por um triz. Ao lado do seu nariz.

Caramba! (meneou a cabeça), como foi possível?! Estava apardalado... Tinham passado rapidamente debaixo dos seus bigodes, caladinhos como só ratos, que só viu o rabo do último. 

Ainda correu, esbracejou, procurou, fungou, miou, qual quê? Agora?! Muito tarde e a má hora! Já deviam ter-se alojado nalgum canto bem escondido. Ah, como lhe tinham apetecido, como lhe apeteciam ainda, que nóia! Cabisbaixo e atordoado retirou-se, já nada havia a fazer, melhor seria agora esquecer. 

15 comentários:

Flávio Cruz disse...

Se bem me lembro, Fa, há um bom tempo que o Tonecas não consegue saciar esse apetite! Felizmente, diga-se de passagem. :) Prazer em voltar a ler-te, amiga; meu abraço, boa semana!

J.P. Alexander disse...

Genial relato. Te mando un beso.

Sérgio Santos disse...

Adorei, aguardando a continuação.

Ane disse...

Será que o Tonecas perdeu o jeito para caçador de ratos?
Os ratinhos coloridos levaram a melhor de novo!
Um abraço!
Ane/De Outro Mundo

lis disse...

Essa casa é engraçada - os ratos menores
levanm semre a melhor. Pobre gato _ fica abanando o rabo
desolado ...
Bom te ler ,Fá
Adoro gato, estou torcendo ... risos

Ane disse...

Tonecas se deu mal, mas ele não vai desistir, né?
Beijos! ♥

Ana Freire disse...

Os gatos sempre serão umas pequeninas feras, de espirito indomável...
Fico a aguardar a continuação, na maior expectativa...
Daqui a mais alguns dias, ficarão umas palavrinhas suas em destaque, quando eu voltar a publicar, se não vir inconveniente, Fá! Com os respectivos links, para alguns dos seus cantinhos, claro...
Um beijinho grande! Continuação de uma feliz semana!
Ana

Fá menor disse...

Sem problema, amiga Ana. Muito grata. Beijinhos.

Jaime Portela disse...

Esta história devia ser publicada em livro. Estou a imaginá-lo com desenhos coloridos para cada situação. Será um sucesso editorial se isso acontecer um dia.
Boa semana querida amiga Fá.
Beijo.

Majo Dutra disse...

Vida difícil, a de rato!!
Ótima semana. Abraços.
~~~~~~~~

Blues Hendrix disse...

¡Hola Fá menor! Me ha encantado tu post, lo he leído con mucho interés. Gracias por compartirlo.
Me gusta mucho este relato. Eres una gran escritora.
Y te invito a que sigas compartiendo tu pasión por las letras.
Que tengas una buena semana, querida amiga Fá.
¡Un abrazo! Blues Hendrix 😊

A Casa Madeira disse...

Já fiz até a ilustração na minha cabeça kkk.
Boa entrada de mês de fevereiro.

Kinga K. disse...

A veces es demasiado tarde para todo!

Porventura escrevo disse...

Ideia curiosa para uma história
🙂

Jo Rashi disse...

Amazing story...thanks for sharing dear :-)
Beauty and Fashion

poderá também gostar de:

Mais Rabiscos